4.12.09

A morte de Leila Lopes: 2º ato

"A morte de Leila Lopes". Esse foi o título de uma postagem que entrou no ar em Mondo Cane no dia 16 de julho deste ano. O blog não tem poderes premonitórios. Estava apenas se referindo ao fim da carreira pornô de Leila Lopes, cuja personagem é assassinada no último filme de uma trilogia produzida pela Brasileirinhas com a direção de J. Gaspar.

No dia 12 de maio de 2008, estive na festa de lançamento do primeiro filme de Leila Lopes, mas não tive nenhum interesse em entrevistá-la. Além de falar groselha, Leila não tinha um corpo interessante, era muito esquálida como essas modelos anoréxicas. Preferi papear com Cinthia Santos, que também havia sido contratada pela Brasileirinhas na mesma época e hoje é considerada uma das melhores atrizes de sexo explícito da atualidade.

Mais de um ano depois do debute de Leila Lopes no mundo da pornografia e quase quatro meses depois de Mondo Cane anunciar a morte da personagem safadinha dela, acabei indo cobrir o suicídio da atriz na madrugada de ontem. Uma fonte policial avisou alguns repórteres sobre o ocorrido. Em minutos, muitos jornalistas se concentraram em frente ao prédio da atriz em busca de informações.

Ainda de madrugada, ficamos sabendo do prato de comida com vestígios de "chumbinho" (veneno de rato) encontrado no apartamento. Um martelo, que teria sido usado para amassar o "chumbinho", foi apreendido por peritos no local. Também descobrimos sobre as cartas de despedida, mas naquele momento não deu para saber sobre o conteúdo delas. A fonte policial não tinha como lê-las na frente de outros policiais, pois acabaria se revelando.

Nesse momento, todos já sabem mais detalhes do caso por causa da ampla repercussão em sites e programas de televisão. Logo nas primeiras horas da manhã, o mano Fausto ligou-me para saber detalhes do suicídio. Talvez preocupado caso algum leitor não entendesse o motivo de eu ter escrito no primeiro post "A morte de Leila Lopes" que ele tinha motivos para comemorar o fato (no caso, o ficcional).

Até ontem de manhã, o post de Mondo Cane era um dos primeiros que apareciam no Google para quem fizesse uma pesquisa com as palavras "morte" e "Leila Lopes". Horas mais tarde o post desapareceu das primeiras páginas do Google após o humorista Rafinha Bastos, do CQC, fazer piada com a morte da atriz em seu Twitter e deixar milhares de internautas indignados.

Um comentário:

LEO disse...

Que o Natal seja a esperança do ano que está por vir, com todas as realizações possíveis e imaginárias!
UM DELICIOSO, ERÓTICO E SEXIMAGINARIO
2010
ABS
LEO